Notícias

CAIXA e CNDL assinam acordo de cooperação.

18/09/2017 12:56

Parceria prevê R$1 bilhão em recursos para estimular o segmento varejista

A Caixa Econômica Federal e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) assinam, acordo de cooperação para impulsionar o segmento varejista do país. O banco vai destinar R$ 1 bilhão em recursos para o setor, além de disponibilizar condições diferenciadas para os associados do sistema CNDL.
Denominado de programa “Avança Varejo”, o acordo vai disponibilizar condições especiais em produtos e serviços bancários para fomento do varejo, além de atendimento diferenciado e benefícios específicos para as empresas associadas. Dentre os benefícios estão linhas de capital de giro, crédito rotativo, de investimento e financiamento, com prazos mais alongados e taxas de juros diferenciadas.
Para o Gerente Regional de Pessoa Jurídica Privada e Serviços da CAIXA na Região Norte da Bahia, Carlos Henrique Rocha Boaventura, o acordo assinado entre CAIXA e CNDL representa um esforço conjunto entre as duas instituições com o objetivo de aquecer o mercado e contribuir para a retomada do crescimento econômico.
Trata-se de uma iniciativa fundamental para incentivar as atividades do segmento varejista, que é o grande empregador do país, dando mais um passo para a retomada do crescimento econômico e recuperação de empregos.
O acordo vai favorecer cerca de 450 mil lojistas associados à CNDL, com mais de um milhão de estabelecimentos comerciais de pequeno, médio e grande porte em todo o Brasil. Por meio do convênio firmado, o empreendedor vai dispor de linhas diversificadas para o financiamento de ônibus, caminhões, máquinas e equipamentos novos, aquisição de softwares e serviços correlatos no mercado interno, além de investimento em inovações.
Segundo Carlos Henrique, “o segmento de varejo apresentou uma queda de 6,4% no ano de 2016, mais acentuada do que a queda apresentada pelo Produto Interno Bruto, que foi de 3,6% no mesmo período. Em 2017 o setor já apresenta sinais de recuperação. O convênio com a CNDL visa fomentar o mercado de varejo, gerando emprego e renda, fundamentais para o aquecimento da atividade econômica e retomada do crescimento econômico do País. A nossa região abrange cerca de 200 municípios localizados no Norte da Bahia, onde possuímos uma rede de 69 agências, além de uma extensa rede de atendimento, por meio de loterias, correspondentes bancários e salas de auto atendimento.
Os nossos gerentes estão preparados para orientar os empresários quanto aos procedimentos necessários para acesso aos benefícios do convênio, bem como quais são as linhas de empréstimos e financiamentos que melhor se adequam à cada situação”.

O acordo de cooperação Avança Varejo disponibiliza ao associado do Sistema CNDL condições diferenciadas de produtos e serviços conforme a necessidade individual de cada empresa. O programa faz parte de um rol de inciativas da CNDL direcionadas ao empreendedor associado.
Para fazer a sua proposta de financiamento, o lojista associado acessa o link a seguir e seleciona as linhas do seu interesse: http://www.cndl.org.br/avancavarejo/.

Em seguida, o associado preenche os seus dados cadastrais e aguarda o contato do gerente de pessoa jurídica da CAIXA.

O pacote de valor produzido pela CAIXA é destinado a todas as empresas associadas ao sistema da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, abrangendo o capital de giro com recursos CAIXA, além de recursos captados junto ao PIS e BNDES, financiamentos para investimento fixo, incluindo linhas do BNDES / Finame, PROGER – Programa de Geração de Emprego e Renda em condições especiais. O convênio abrange ainda soluções em serviços bancários, como folha de pagamento, cesta de serviços, credenciamento REDE e CIELO e cobrança bancária com tarifas diferenciadas.
O estabelecimento de benefícios de produtos e serviços bancários destinados às empresas associadas à CNDL, requer a observância dos seguintes aspectos relevantes:
a) Todos os produtos de crédito aqui listados estão condicionados à avaliação de risco da CAIXA, em consonância com as práticas de mercado, determinação de órgãos reguladores, Acordos Internacionais inerentes ao Sistema Financeiro que o Brasil seja signatário, dentre outros aspectos de legislação e regulamentação;
b) Todas as operações nos quais são utilizados recursos de terceiros estão sujeitas à disponibilidade de recursos;
c) A aplicabilidade da concessão dos benefícios aqui listados, com parâmetros diferenciados, estará sujeita ao grau de relacionamento do cliente com a CAIXA;
d) As taxas de juros, prazos e demais condições previstas neste Anexo, poderão ser alteradas a qualquer tempo pela CAIXA, sem a necessidade de aviso prévio à CNDL.

Entrevista com Carlos Henrique Boaventura, Gerente Regional de Pessoa Jurídica Privada e Serviços na Região Norte da Bahia:


P- O cenário econômico atual é favorável para a tomada de decisão de investimentos?
R- Verificamos, nos últimos meses, melhora em alguns indicadores econômicos importantes para a tomada de decisão de investimentos. A Inflação dos últimos 12 meses, medida pelo IPCA, indicou um percentual acumulado de 2,46%, abaixo do piso da meta do governo, que tem como intervalo a faixa de 3% a 6% ao ano. Por conta do controle inflacionário, o Comitê de Política Monetária (COPOM) vem reduzindo a taxa SELIC, que serve de referência para a precificação das taxas de empréstimos no setor bancário.
A SELIC definida na última reunião do COPOM do dia 6/9 é de 8,25% ao ano. O dólar, de certa forma estabilizado, dá segurança às empresas que atuam no comércio exterior e, finalmente, o desemprego parece indicar uma ruptura na tendência histórica de crescimento, e já começa a diminuir. Esses fatores são positivos e nos permitem apostar em retornos positivos para novos investimentos.

P- O que as empresas podem fazer neste momento de forma a se prepararem para um cenário de crescimento?
R- Momentos de crises levam as empresas à implementação de ações que garantam mais eficiência, redução de custos e otimização de processos operacionais. As consultorias especializadas no setor varejista têm apontado para um fator crítico de sucesso para o varejo, neste novo cenário pós-crise que se descortina: o crédito. As empresas precisarão de crédito para financiar a necessidade de capital de giro, que cresce por conta do aumento
de vendas. A necessidade de ampliação dos estoques e vendas a prazo não é financiada integralmente por fontes operacionais, como fornecedores, por exemplo. O setor bancário tem papel decisivo na oferta de soluções financeiras em capital de giro, pois o crescimento nas vendas, sem contrapartida em financiamento, representa risco de liquidez, podendo levar a empresa à falência.

P- Além dos riscos acima, que outros riscos existem para as empresas que optarem por aguardar números mais robustos da atividade econômica, a exemplo do crescimento do PIB, para uma decisão efetiva de investimento?
R- O grande desafio para as empresas que desejam ser líderes nos setores em que atuam é decidir, na maioria das vezes, com poucas informações. Enxergar oportunidades em cenários de turbulência não é tarefa fácil. Grandes retornos envolvem, em tese, riscos maiores. Ao aguardamos um cenário mais propício para investimentos, pode significar permitirmos que o nosso concorrente assuma a dianteira, o que muitas vezes pode representar uma ameaça à empresa.

P- O que a CAIXA oferece ao segmento de varejo para ampliar as suas chances de sucesso neste momento econômico?
R- Por meio do convênio assinado com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas – CNDL – a CAIXA disponibilizará condições especiais em produtos e serviços bancários visando fomentar o setor, além de atendimento diferenciado e benefícios específicos para as empresas associadas. Dentre os benefícios estão linhas de capital de giro, crédito rotativo, de investimento e financiamento, com prazos mais alongados e taxas de juros diferenciadas. Orientamos aos empresários que acessem o link: http://www.cndl.org.br/avancavarejo/ e façam a sua proposta de financiamento, selecionando as linhas de crédito e serviços do seu interesse ou procurem uma das nossas agências para mais informações.

 

______________________________________________________________________________________________
Carlos Henrique Rocha Boaventura é Formado em Ciências Econômicas pela Universidade Católica de Salvador,
Master in Business Administration pela Fundação Getúlio Vargas/RJ, Professor da Universidade Salvador –
UNIFACS na área de Finanças Empresariais, Mercado Financeiro entre outras, Autor do livro – Matemática
Financeira – Uma abordagem prática, Gerente Regional de Pessoa Jurídica e Serviços da CAIXA – Região Norte da
Bahia, Autor do Business Game “Negociação Financeira” e do “Curso de Matemática Financeira em Multimídia”.

Postado por Comunicação

Link

Últimas noticias

Consultora do Projeto Empreender participa de capacitação do Empreender Competitivo

O Projeto Empreender, que é apoiado pelas Entidades Empresarias, participou nesta terça-feira (10), através da Consultora do Projeto, Iara Correia, junto a outros coordenadores da Bahia do curso de ...

mais informações
Entidades Empresariais realizam 1º edição do projeto |Negócios e Comunidade|

As Entidades Empresariais – ACESAJ, CDL e SINCOMSAJ – realizaram nesta última quinta-feira (05), a 1º edição do projeto “Negócios e Comunidade | Espaço Empresarial nos Bairros”, uma ação de ...

mais informações
Campanha Natalina 2017 | Ninguém vai ficar de fora dessa!

A Campanha Natalina “NATAL DOS SONHOS”, realizada pelas Entidades Empresariais de Santo Antônio de Jesus – Associação Comercial, CDL e Sincomsaj - este ano ...

mais informações
Entidades Empresariais, MP e SEDEMA discutem com empresários Política Nacional de Resíduos Sólidos

A Lei nº 12.305/10, que regulamenta a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) é bastante atual e contém instrumentos importantes para permitir o avanço necessário ao País no enfrentamento dos ...

mais informações
Escritório da JUCEB em Santo Antônio de Jesus realiza ‘Bate-papo com Contadores’

Nesta terça-feira (19/09), as Entidades Empresariais, através do Escritório da Junta Comercial – JUCEB, de Santo Antônio de Jesus, realizou o evento “Bate-papo ...

mais informações
CAFÉ COM SÓCIO 2017: associativismo, informação e requinte, juntos em um mesmo lugar!

A Associação Comercial e Empresarial de Santo Antônio de Jesus, a Câmara de Dirigentes Lojistas e do Sindicato Patronal do Comércio Varejista de Santo Antônio ...

mais informações
Brasileiro, baiano e santoantoniense, esse é Bruno Oliveira, que conquistou primeiro lugar em competição global de inovação

Nascido em Santo Antônio de Jesus, estudou no Colégio Santo Antônio até o 3º ano do Ensino Médio, hoje com 23 anos é formado em Engenharia Química ...

mais informações
Reunião na ACESAJ discute Logística Reversa em Santo Antônio de Jesus

As empresas precisam ter mais responsabilidade quanto ao ciclo de vida dos produtos, adotando uma postura consciente sobre os resíduos produzidos dentro da cadeia de consumo....

mais informações
Administrador nato, professor Le Martini é homenageado em sessão especial na Câmara de Vereadores em alusão ao Dia do Administrador

ADMINISTRADOR: Personagem cada vez mais importante dentro da sociedade atual, é capaz de planejar e executar todas as etapas de um negócio....

mais informações




Enquete

© Copyright 2011 - Associação Comercial e Empresarial de Santo Antônio de Jesus/ Câmara de Dirigentes Lojistas e Sindicato Patronal do Comércio Varejista de Santo Antônio de Jesus - Bahia


Rua Tiradentes, Edifício São Francisco, nº 30, 1º andar
Telefone: (75) 3632-8800
Fax: (75) 3632-8816
acesaj@acesaj.com.br